Notícias

Treinador denunciado por abuso sexual e agressões em MG está foragido

O homem foi denunciado por ao menos 14 jovens, com idades entre 15 e 17 anos

Por Pedro Corsini

A Polícia Civil procura por um treinador de handebol de 32 anos acusado de agredir e abusar sexualmente de adolescentes em Pompéu, no centro-oeste de Minas Gerais. 

Os agentes cumpriram mandados de prisão preventiva e busca e apreensão na região na última semana, mas ele não foi localizado e é considerado foragido. 

O homem foi denunciado por ao menos 14 jovens, com idades entre 15 e 17 anos, por abuso sexual, psicológico e agressão física. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra ele dando tapas e socos no rosto de um atleta. 

De acordo com o delegado Rodolfo Saldanha, o investigado exercia suas atividades em uma associação esportiva que acolhia adolescentes de outras cidades, visando apoiá-los na prática esportiva.

"Após o indiciamento do suspeito em julho do ano passado, por prática de injúria racial durante um evento esportivo estudantil na cidade, outras vítimas se encorajaram a denunciar os abusos sofridos, resultando na instauração de novo inquérito policial. Na última terça-feira (7/5), foi veiculado nas redes sociais vídeos do treinador agredindo os atletas, fato que causou revolta nos adolescentes, que acionaram o Conselho Tutelar e a Polícia Militar. Até o momento, 14 adolescentes, todos do sexo masculino, já prestaram depoimento, relatando uma série de abusos que incluem maus-tratos, abuso sexual, agressões psicológicas, entre outros", afirmou Saldanha.

Tópicos relacionados