Bora SP

Moradores de rua relatam que não foram ouvidos durante a produção do censo em SP

Os resultados oficiais indicam um crescimento de 31% em relação ao feito em 2019, ou seja, sete mil pessoas sem casa a mais

Lucas Jozino 27/01/2022 • 09:41

Moradores em situação de rua que dormem sob o viaduto Antônio de Paiva Monteiro, na zona leste da capital paulista, relatam que não foram abordados por equipes na produção do censo de pessoas em situação de rua, encomendado pela prefeitura. 

O viaduto é o mesmo em que a própria prefeitura instalou pedras, um ano atrás, para evitar pessoas nessas condições. Os resultados oficiais indicam um crescimento de 31% em relação ao feito em 2019, ou seja, sete mil pessoas sem casa a mais. 

De acordo com a metodologia para a realização do censo, toda e qualquer pessoa em situação de rua da cidade deveria ser abordada e responder a um questionário, para que o produto final seja o relato mais fiel. Sob o viaduto, dormem 28 pessoas, nenhuma afirmou que passou pelo processo. 

Ouvido pela Rádio Bandeirantes, o secretário de Assistência Social, Carlos Bezerra Jr, disse que cobrou esclarecimentos para a Qualitest, a empresa contratada para fazer o censo.