Brasil Urgente

Assalto em Araçatuba: polícia encontra caminhão cheio de explosivos na região central

Agentes do GATE isolaram o local e iniciaram o trabalho de neutralização das bombas

da Redação com Brasil Urgente 30/08/2021 • 17:12 - Atualizado em 30/08/2021 • 18:36
Ao menos 3 pessoas morreram nos ataques em Araçatuba
Ao menos 3 pessoas morreram nos ataques em Araçatuba
Reprodução

A quadrilha do “novo cangaço” que causou terror na madrugada desta segunda-feira (30) em Araçatuba, no interior de São Paulo, espalhou ao menos 40 bombas pela região central da cidade durante a ação. Os criminosos abandonaram ainda um caminhão repleto de artefatos explosivos próximo das agências bancárias que foram atacadas. 

A informação foi confirmada ao Brasil Urgente pelo capitão Guedes da PM de São Paulo. Segundo ele, agentes do esquadrão antibomba do GATE (Grupo de Ações Táticas Especiais) trabalham para identificar e desativar os artefatos. 

“Temos que tomar cuidado. A princípio eles são acionados de forma remota, através de celulares ou por sensores de vibração. A Polícia Militar está atuando com todo cuidado para evitar que mais alguém fique ferido”, disse. 

De acordo com o capitão, a região já foi isolada para que o GATE avalie a estratégia mais segura para atuar na neutralização das bombas presentes no ônibus sem causar maiores estragos, já que teriam grande capacidade de expansão.

Até o momento, cerca de 17 bombas já foram desativadas com sucesso. “Estamos fazendo a neutralização, há artefatos em 20 pontos. Agora, com o caminhão, teremos mais trabalho. Posteriormente o GATE seguirá para as agências bancárias que foram atacadas, onde possivelmente encontraremos outros explosivos”, contou. 

Segundo informações preliminares, os explosivos espalhados pelas ruas, compostos por nitrato de amônia, teriam capacidade de expansão de 5 mil metros por segundo. 

Mais cedo, um jovem perdeu os dois pés ao ser atingido por uma explosão. Ainda não se sabe se ele manuseou o artefato ou se apenas se aproximou de sensores. 

Assalto em Araçatuba

A partir das 23h50 de domingo (29), dezenas de criminosos ocuparam regiões do município com explosivos e armas de grosso calibre, como fuzis e metralhadoras. Nas horas seguintes, roubaram três agências bancárias.

Vídeo: Veja imagens do assalto em Araçatuba

Segundo testemunhas, eram pelo menos 30 criminosos. Durante mais de duas horas houve troca de tiros com os policiais. A sede de um Batalhão da Polícia Militar também foi atacada.

Ao longo da madrugada, para evitar disparos policias, a quadrilha chegou a usar reféns como escudos humanos. Alguns deles foram colocados sobre os carros usados nos crimes.

A investigação aponta que dez carros e um drone foram usados pela quadrilha na ação. O grupo conseguiu fugir com uma quantia em dinheiro, mas ainda não se sabe quanto.

Na fuga, carros e caminhões em chamas foram espalhados por entradas da cidade, de forma a atrapalhar o acesso da polícia.

Inicialmente, três pessoas morreram em decorrência dos ataques, e dois homens foram presos.