Brasil Urgente

GO: Caseiro suspeito de mortes foi preso em 2019 por tentativa de feminicídio

Wanderson de Mota Protácio tentou matar a irmã da madrasta; em audiência, juíza se incomodou com comportamento

Lucas Martins, do Brasil Urgente 01/12/2021 • 17:30 - Atualizado em 01/12/2021 • 17:44

O caseiro Wanderson Mota Protácio, suspeito de cometer três assassinatos no final de semana em Corumbá de Goiás, já foi preso em 2019. Na época, chegou a incomodar uma juíza durante uma audiência.

Em vídeo da ocasião, Wanderson estava diante da juíza falando do outro crime -- uma tentativa de feminicídio. O assassino falava com um sorriso no rosto.

“Queria entender por que você estava rindo até agora há pouco”, diz a magistrada em determinado momento.

A audiência foi em 2019, quando Wanderson morava em Goianópolis -- um distrito de Pirenópolis, cidade a cerca de 120 km de Goiânia. Ele chegou em casa com uma faca e tentou obrigar a irmã da madrasta a ir para um quarto, porque ele queria estupra-la.

Como a mulher se recusou, ele começou a esfaquear a vítima até a faca quebrar. A mulher conseguiu sobreviver.

“Ela virou de costas para mim e eu furei ela”, contou na audiência.

Apesar da gravidade do crime, Wanderson Mota Protácio ficou preso de 2019 a março de 2021, quando recebeu o benefício do regime aberto e saiu da cadeia -- apenas com o compromisso de comunicar o endereço e comparecer ao fórum quando chamado.