Brasil Urgente

Marcelinho gravou vídeo de sequestro por pressão de criminosos, diz delegado

Delegado-geral da Polícia Civil, Arthur Dian, conversou com José Luiz Datena, no Brasil Urgente

Da redação, com Brasil Urgente

O ex-jogador Marcelinho Carioca foi obrigado a gravar o vídeo em que fala do sequestro que sofreu no último final de semana, afirmou o delegado-geral da Polícia Civil, Arthur Dian, em entrevista a José Luiz Datena, no Brasil Urgente. O ex-jogador foi libertado do cativeiro nesta segunda-feira (18).

“São palavras dos próprios sequestradores. Eles exigiram que ele fizessem esse vídeo”, disse.

Arthur Dian também afirmou que o Marcelinho negou que se relacionou com a mulher e que ela também não é mais casada. Ele teria sido sequestrado ao entregar ingressos para o show a ela.

“Ele tinha parado na casa dessa amiga para entregar dois convites e nesse momento emq ue ele desceu, eles foram arrebatados por três indivíduos e levados para o cativeiro.  A mulher não é mais casada. Ele só foi entregar uns ingressos para ela do show”, explicou.

Entenda

O ex-jogador Marcelinho Carioca foi vítima de um sequestro neste final de semana. A última aparição pública de Marcelinho havia sido no evento Tardezinha, que foi realizado na Neo Química Arena, Itaquera, na zona leste da capital paulista. O carro do ex-jogador foi encontrado na região de Itaquaquecetuba, por volta de 23h52.

Ainda segundo informações da Polícia Civil, o ex-jogador foi encontrado andando numa rua em São Paulo. Ele foi encaminhado para o Palácio da Polícia, no centro de São Paulo, onde está sendo ouvido.

Banner Whatsapp