Brasil Urgente

Polícia prende homem após tiros para interromper aglomeração em SP

Polícia Civil não trata o homem preso como suspeito até aqui

Da Redação, com Brasil Urgente 06/04/2021 • 18:48
Polícia Civil não trata o homem preso como suspeito até aqui
Polícia Civil não trata o homem preso como suspeito até aqui
Reprodução

A Polícia Militar prendeu em São Paulo um homem que poderia ter participado no domingo (4) dos disparos que dispersaram uma aglomeração no Jardim Vista Alegre, bairro no distrito da Brasilândia, zona norte da capital paulista. As informações são do Brasil Urgente.

O homem era procurado por crimes como furto e receptação, e foi detido pelo Comando e Operações Especiais da PM. Segundo a corporação, ele poderia fazer parte do grupo que acompanhava o homem que atirava para cima na dispersão de uma festa.

O registro feito no fim de semana mostra um homem disparando um fuzil para encerrar um baile funk. Ele seria um chefão do PCC (Primeiro Comando da Capital) na região e teria proibido pancadões e aglomerações na região por 15 dias.

A PM reforçou o patrulhamento na região. Por enquanto, não há pistas da identidade do atirador, que usava um capuz no momento da gravação.

“A identificação se torna um pouco mais difícil, mas não impossível”, explicou o delegado Hevaldo Pedroza

, da Polícia Civil.

Foi aberto um inquérito a respeito do homem preso, mas que ainda não é tratado como suspeito pela Polícia Civil.

“Pela forma que ele conversa com os policiais, demonstra que ele não participou deste crime, mas não está descartada a hipótese”, acrescentou o delegado Pedroza.

  • São Paulo
  • PCC