Notícias

Catuaba, cajuína e tucupi aparecem em lista gringa das piores bebidas do Brasil

Após polemizar com a escolha do cuscuz paulista como pior comida do Brasil, o guia gastronômico TasteAtlas não perdoou nem a cajuína piauiense

Por Édrian Santos

Cajuína está entre as piores bebidas do Brasil, diz ranking
Cajuína está entre as piores bebidas do Brasil, diz ranking
Divulgação/Festival da Cajuína
Topo

Depois da polêmica envolvendo o cuscuz paulista, a enciclopédia gastronômica TasteAtlas volta a atrair holofotes ao eleger as sete piores bebidas do Brasil. Catuaba, cachaça e a piauiense cajuína lideram o ranking divulgado na última sexta-feira (1º) no site do guia.

De forma geral, o ranking não explica por que as bebidas são consideradas “as piores do Brasil”. Em cada tópico, há apenas descrições do que se tratam, muitas vezes com a explicação sobre o motivo de o drink ser apreciado pelo brasileiro. Abaixo, veja o ranking completo!

  1. catuaba: bebida alcoólica doce, de cor escura e barata, o que a torna popular, sobretudo em festas, no Brasil;
  2. cachaça: bebida secular e bastante popular no Brasil, inclusive com fama internacional em decorrência da caipirinha, drink feito com cachaça, frutas e gelo;
  3. cajuína: bastante comum no Piauí, a bebida é feita apenas com o suco de caju clarificado e filtrado, feita tradicionalmente de forma artesanal;
  4. tucupi: trata-se mais de um ingrediente do que uma bebida em si, bastante usado na culinária amazônica e feito à base da mandioca;
  5. caju amigo: bebida feita com o suco de caju e cachaça ou vodca;
  6. caipiroska: semelhante à caipirinha, a forma mais comum é feita com gelo, limão e vodca como substituta da cachaça;
  7. quentão: tradicional bebida brasileira feita com gengibre fresco, maçã vermelha, açúcar, cravo, canela, água e cachaça.

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais