Centrão se articula para tentar recriação do Ministério do Planejamento

Pasta é cobiçada por controlar o orçamento federal e tiraria mais poder de Paulo Guedes, ministro da Economia

Ângelo Nascimento, da BandNews TV 26/07/2021 • 13:52 - Atualizado em 26/07/2021 • 15:32

Após movimento que está prestes a sacramentar o senador Ciro Nogueira (PP-PI) como o novo ministro da Casa Civil, o Centrão se articula para convencer o governo de Jair Bolsonaro a recriar o Ministério do Planejamento.

Os parlamentares do grupo sabem que a tarefa para a volta da pasta não é simples e a curto prazo, mas têm em Nogueira um aliado para ajudar a concretizar tal decisão junto ao presidente.

O Planejamento é um ministério cobiçado por controlar o orçamento federal - tarefa atualmente a cargo do Ministério da Economia, comandando por Paulo Guedes. 

A recriação da pasta, na visão dos membros do Centrão, também seria uma forma de diminuir os poderes de Guedes dentro do governo. A Economia já perdeu o Ministério do Trabalho e Previdência, que voltou ao status de ministério a ser comandado por Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que deixará a Secretaria-Geral da Presidência.

Parlamentares ainda veem que Paulo Guedes não ajuda na tramitação de pautas prioritárias do governo, como a reformulação para o novo Bolsa Família, que precisa de mais recursos para ser subsidiado.

A nomeação de Nogueira  para a Casa Civil é uma tentativa de Bolsonaro de melhorar a relação com o Senado, o que possibilita o andamento da pauta das reformas: a tributária, com foco na redução do imposto das empresas, e a administrativa, que visa diminuir o tamanho da máquina pública, reduzindo despesas com servidores.

  • centrão
  • governo
  • ministério do planejamento