Jornal da Band

Novas pistas reabrem buscas por escoteiro que desapareceu há 36 anos em SP

Marco Aurélio Simon acampava na Serra da Mantiqueira quando desapareceu em 1985

Da Redação, com Jornal da Band 29/07/2021 • 19:43 - Atualizado em 29/07/2021 • 20:49

Depois de 36 anos, a Polícia Civil ainda tenta solucionar o desaparecimento de um jovem escoteiro que sumiu na Serra da Mantiqueira, em São Paulo.

O trabalho da força-tarefa no Pico dos Marins, entre as cidades de Piquete e Cruzeiro, começou cedo nesta quinta-feira (29). As buscas começaram em uma casa onde o corpo do escoteiro Marco Aurélio Simon supostamente está enterrado, segundo novos depoimentos. O menino de 15 anos desapareceu em 1985.

“A filha do seu Afonso, que era o guia, digamos assim, oficial da época (...), ela teria comentado que, em épocas pretéritas, viu uma área mais ali embaixo que teria o formato de uma cova”, explicou o delegado Fabio Catete.

No espaço, Marco Aurélio, três amigos e o chefe dos escoteiros ficaram instalados na época do ocorrido. Três décadas depois, o local revive a história.

O sargento Osvaldo Machado, da Polícia Militar paulista, estava com Marco Aurélio no acampamento escoteiro e espera descobrir o que aconteceu com o amigo.

“É a última esperança de falar: ‘poxa, meu, aqui acabou’”, desabafa.

  • Jornal da Band
  • Marco Aurélio Simon
  • Serra da Mantiqueira