Jornal da Band

Custos do Judiciário em 2023 equivalem a R$ 653 de cada brasileiro

Levantamento do CNJ aponta que a Justiça brasileira custou R$ 132 bilhões, o que representa 1,2% do nosso PIB

Da redação

Os gastos com o poder judiciário no Brasil bateram recorde no ano passado. Na média, um juiz custou R$ 68 mil por mês para os contribuintes. Na média, todo mês, magistrados chegam a ganhar R$ 24 mil acima do teto constitucional, de R$ 44 mil, pagos a um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

O custo de R$ 68 mil mensal por juiz é uma soma de penduricalhos, o que inclui indenizações, auxílios e benefícios. No total, o Brasil gastou R$ 132,8 bilhões com o Judiciário em 2023, alta de quase 10%. Isso representa 1,2% do nosso Produto Interno Bruto (PIB).

Ao dividir esse custo pelo total da população, é como se o brasileiro tirasse do bolso R$ 653,7 para bancar o Judiciário.

O Judiciário ainda recolheu R$ 68 bilhões em custas, taxas, imposto e execuções fiscais e previdenciárias, entre outros. A arrecadação para os cofres públicos representa metade do custo da Justiça.

Todos esses dados foram divulgados num estudo do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O levantamento também mostra que a produtividade dos magistrados aumentou no ano passado, quase 7%.

CTA Desktop

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais