Jornal da Band

Setores da indústria estão otimistas com recuperação da economia

Madeireiras, químicas e máquinas são segmentos mais confiantes atualmente, segundo a Confederação Nacional da Indústria

Rodrigo Leite, do Jornal da Band 21/07/2021 • 20:25 - Atualizado em 21/07/2021 • 21:26

O otimismo com a recuperação da economia cresceu com o avanço da vacinação e a queda nos números da pandemia.

Uma fábrica de pisos, que existe há quase 50 anos, não tem do que reclamar. Em um ano, as vendas aumentaram 30%. Por mês, são produzidos até 60 mil m² de pisos em madeira, o melhor momento desde 2015. Só neste ano a fábrica precisou contratar mais trinta funcionários. Bruno Parreira foi um deles.

“Foi uma oportunidade muito boa. Daí eu consigo ajudar em casa. É muito bom”, respondeu animadamente o auxiliar de produção.

O setor madeireiro, as fábricas de produtos químicos e as de máquinas são os segmentos mais confiantes atualmente, segundo a Confederação Nacional da Indústria. Na média, o índice do mês de julho ficou em 62, em uma escala de 0 a 100. É o melhor resultado para o mês dos últimos 11 anos.

“A construção civil foi muito beneficiada pela baixa de juros, pela pandemia que o pessoal passou a gastar mais tempo em suas casas. Isso está puxando todo o setor de madeira com ele”, atestou o diretor de vendas Murilo Granemann.

O aumento da confiança no setor industrial tem a ver com a melhora no cenário da pandemia. E existe outro componente nesse otimismo todo: a maioria das empresas aprendeu a lidar com a falta de matéria prima, um dos principais obstáculos do setor no ano passado. 

“O que a gente está vendo agora é esse problema cada vez menor. As empresas estão recompondo seus estoques, maioria dos setores está com os estoques ao nível planejado, e isso está gerando essa nova confiança”, analisou Renato Fonseca, economista-chefe da CNI.

  • indústria
  • economia