Jornal da Band

Israel afirma que ofensiva militar na Faixa de Gaza pode durar até 2025

País põe fim na expectativa de cessar-fogo em um curto prazo na região

Da redação

O governo israelense falou pela primeira vez nesta quarta-feira (29), sobre a duração da ofensiva militar na Faixa de Gaza. Segundo um conselheiro da Segurança Nacional do país, os ataques devem continuar por meses e podendo se estender até 2025.

Além disso, Israel informou que as tropas já dominam cerca de 75% da região de fronteira entre Gaza e Egito, onde Rafah está localizada.

Em apenas 24 horas são 78 mortes na Faixa de Gaza.  Só em Rafah, 21 civis palestinos, 13 deles crianças e mulheres, foram mortos com bombardeios de Israel em mais um acampamento humanitário.

O New York Times publicou nesta quarta-feira (29), que armas americanas foram usadas no ataque aéreo do último domingo, que matou pelo menos 46 palestinos em um acampamento da ONU para refugiados.

Para a Casa Branca, as mortes de civis foram uma tragédia, mas o governo dos Estados Unidos defende que Israel não cruzou a linha vermelha imposta por Joe Biden para suspender o envio de armamentos ao aliado do Oriente Médio.

Na ONU, a Argélia realiza mais uma tentativa de votar um cessar-fogo imediato no Conselho de Segurança. Mas o documento não deve prosperar. Os Estados Unidos prometem vetar a resolução.

CTA Desktop

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais