Jornal da Band

SC enterra vítimas de ataque a creche; polícia quer ouvir responsável

Cinco pessoas morreram na cidade de Saudades após ataque de jovem com uma espada

Da Redação, com Jornal da Band 05/05/2021 • 20:25
Cinco pessoas morreram na cidade de Saudades após ataque de jovem com uma espada
Cinco pessoas morreram na cidade de Saudades após ataque de jovem com uma espada
Reprodução

A quarta-feira (5) foi de comoção e despedida em Saudades, no Oeste de Santa Catarina. O velório das cinco vítimas de um ataque a uma creche da cidade na véspera – três crianças, uma professora e uma agente educadora da Creche Aquarela – foi no ginásio esportivo da cidade.

As vítimas são a professora Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos; a agente educadora Mirla Renner, de 20; e os bebês Sarah Luiza Mahle Sehn, de 1 ano e 7 meses; Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses; e Murilo Massing, de 1 ano e 9 meses.

A cidade toda, que tem 9 mil habitantes, parou para a despedida. O enterro, no final da manhã, também foi de muita emoção.

Uma criança que sobreviveu ao ataque segue internada em Chapecó. O estado de saúde dela é gravíssimo. O bebê foi socorrido por uma professora que mora perto da creche e estava em casa quando o ataque aconteceu.

O neto de Araci Veiga é da mesma sala onde o massacre aconteceu, mas não estava na creche na hora do ataque.

“Ele só vai de tarde”, diz. “Ele ia estar no mesmo lugar aqui, mas Deus salvou ele.”

Um homem que não quer se identificar foi quem conteve o assassino.

“Peguei três barras de ferro para a gente se defender. Entramos lá, e nisso nos deparamos. Ele só ameaçava: ‘Vou me matar, vou me matar, me matem, me matem’. Nisso foi onde ele começou a se agredir. A gente conseguiu chutar a espada que ele tinha. Ali ele ficou até a polícia vir, a polícia algemou”, relatou o homem.

A polícia investiga as motivações do crime e espera em breve ouvir o assassino: Fabiano Kiper Mai, de 18 anos. Ele está sob a tutela do Departamento de Administração Penal de Santa Catarina em um hospital de Chapecó. O estado de saúde dele é estável.

Depois de atacar as vítimas, o criminoso tentou se matar com a mesma espada que usou para cometer os crimes. Hoje, ele foi autuado pelos cinco homicídios triplamente qualificados, além de uma tentativa de assassinato.

Segundo a polícia, o jovem era uma pessoa fechada e não costumava sair de casa. Testemunhas disseram que Fabiano teria sofrido bullying na escola onde cursou o ensino médio, mas não tinha qualquer relação com as vítimas.

A Polícia já sabe que a arma usada no crime foi comprada na semana passada e investiga se o ataque foi premeditado.

  • Saudades
  • SC