Notícias

Rio amplia exigência de "passaporte da vacina" em estabelecimentos

Comprovante de imunização contra Covid-19 será cobrado em bares, restaurantes, shoppings, hotéis, pousadas, táxis e transporte por aplicativo

Marcus Sadok, da BandNews FM 02/12/2021 • 07:18 - Atualizado em 02/12/2021 • 10:58
‘Passaporte da vacina’ é exigido em estabelecimentos do Rio
‘Passaporte da vacina’ é exigido em estabelecimentos do Rio
Tânia Rêgo/Agência Brasil

A Prefeitura do Rio ampliou a exigência de comprovante de vacinação contra Covid-19 na cidade. A partir desta quinta-feira (2), o "passaporte da vacina" será cobrado em áreas internas e cobertas de bares, restaurantes, shoppings, hotéis, pousadas, táxis e transporte por aplicativo.

Os locais que já eram obrigados a exigir o comprovante, como academias, cinemas, teatros, museus e estádios, continuam com a medida.

A vacinação pode ser comprovada pelo aplicativo ConecteSUS ou a caderneta de vacinação, mediante apresentação com documento com foto.

A Prefeitura lembra no decreto que a produção, uso ou comercialização de documentos falsos de vacinação contra a Covid, além de adulteração do documento, está sujeito a sanções nas esferas civil e penal.

Na última quarta-feira (2), o prefeito do Rio, Eduardo Paes, anunciou que vai fazer um monitoramento da pandemia pelos próximos 15 dias para decidir se o Réveillon vai ser realizado ou não na capital.

A principal preocupação atual é a propagação da variante ômicron. - o Rio de Janeiro tem um caso suspeito com a infecção pela nova cepa da Covid-19.

Questionado sobre o Carnaval, Paes disse que ainda é cedo para definir se é possível fazer ou não a festa.

Vídeo: variante Ômicron coloca Réveillon na Paulista e Carnaval em discussão