Notícias

Saidinha: criminoso preso duas vezes em 48 horas estava com cachimbo de crack

Detento liberado na saída temporária voltou para carceragem duas vezes, por uso de drogas e por descumprir regras do benefício; caso aconteceu em Campinas

Saidinha: criminoso preso duas vezes em 48 horas estava com cachimbo de crack
Wilson Dias/Agência Brasil

Um preso foi detido duas vezes em apenas 48 horas em Campinas (SP), pelo uso de crack e por descumprir regras do benefício da saída temporária

Liberado na terça-feira (11), junto com outros 31 mil detentos, ele foi preso novamente na quarta-feira (12), em um local conhecido pelo uso de drogas na cidade do interior paulista. 

O detento, cuja identidade não foi revelada, tem 33 anos e histórico criminal com dois roubos, três furtos e uma receptação. 

"Ele estava com um cachimbo de crack na mão", aponta Pedro Campos, apresentador da Rádio Bandeirantes. Durante a abordagem policial, ele também admitiu o uso do entorpecente.  

Na quinta-feira (13), passou por uma audiência de custódia e o juiz Rudi Hiroshi Shinen decidiu liberá-lo novamente, alegando que as condições para o usufruto da saída temporária não foram deliberadamente descumpridas.

Na mesma noite, o preso foi abordado pela polícia mais uma vez e levado de volta à carceragem, onde aguarda nova audiência de custódia.  

Fim da "saidinha" ainda não está em vigor

Atualmente, a legislação impõe várias condições para os detentos em saída temporária: eles não podem sair da cidade declarada, devem evitar sair de casa à noite e não podem frequentar bares ou casas de prostituição. 

A aprovação recente de uma legislação mais rígida, que põe fim às saídas temporárias, não está em vigor neste mês.  

Dos 31 mil presos liberados, 700 estão na capital paulista. Até o momento, a polícia verificou que 152 deles não estavam cumprindo as condições do benefício.

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais