Band Rio

Assaltante de joalheria na Barra tem prisão decretada

O criminoso é uma das lideranças do Comando Vermelho do Pará e está foragido

Pedro Cardoni* 01/07/2022 • 11:09
Rodolfo Nascimento Silva está foragido e tem três mandados de prisão pendentes
Rodolfo Nascimento Silva está foragido e tem três mandados de prisão pendentes
Reprodução

A prisão de um homem identificado como um dos envolvidos no assalto a uma joalheria de um shopping de luxo na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, foi decretada pela Justiça do Rio. O caso aconteceu no último sábado (27).

Rodolfo Nascimento Silva, conhecido como Mão ou Mãozinha, teve a prisão temporária decretada depois de ser identificado nas câmeras de segurança do local e reconhecido por vítimas da ocorrência. Investigadores apontam que o homem foi o comandante da ação criminosa.

O assalto ocorreu por volta das 18h e teve mais de 10 criminosos envolvidos. Os bandidos se dividiram em dois grupos e enquanto parte deles entrou na joalheria, outra ficou do lado de fora do shopping esperando.

Rodolfo é uma das lideranças de uma facção criminosa no estado do Pará está foragido. O criminoso é acusado de roubo seguido de morte e associação criminosa e existem três mandados de prisão pendentes contra ele.

ASSALTO NO SHOPPING

Jorge Luiz Antunes, segurança do shopping, foi baleado pelos criminosos durante o assalto e não resistiu aos ferimentos. Familiares contam que o segurança não tinha curso para exercer a profissão, mas aceitou o serviço porque estava desempregado. Jorge trabalhava há um ano e meio no shopping.

“Eu vi a vulnerabilidade que era trabalhar ali, não tendo uma qualificação, não sendo apto a um porte de arma em um estabelecimento onde há várias lojas de departamento, joalherias. Mas, a situação em que a gente vive no nosso país, ele via necessidade de estar ali, até por estar desempregado. Por uma necessidade, ele tava em um plantão que não era o dele”, afirmou Cristiano Silva Medeiros, cunhado de Jorge.