Band Rio

Bicheiro Piruinha é preso por assassinato na Zona Norte

O criminoso era líder de uma organização criminosa de Jogo do Bicho que atuava nas Zonas Norte e Oeste

Pedro Cardoni* 24/05/2022 • 16:23
O bicheiro de 93 anos foi preso em sua residência no bairro de Abolição
O bicheiro de 93 anos foi preso em sua residência no bairro de Abolição
Divulgação/Polícia Civil

O bicheiro de 93 anos José Caruzzo Escafura, conhecido como Piruinha, foi preso na Abolição, na Zona Norte do Rio de Janeiro, nesta terça-feira (24). O criminoso é acusado do assassinato de um homem em julho do ano passado em Vila Valqueire, na Zona Oeste do Rio.

Piruinha é o líder do grupo que comanda o Jogo do Bicho em diversos bairros da Zona Norte e Oeste. As investigações apontam que o homem também é mandante do assassinato de Natalino José do Nascimento Espíndola, conhecido como Neto, por conta da falta de pagamento de uma dívida da vítima com o criminoso em investimentos imobiliários. Piruinha também teria expulsado Neto de um apartamento e passado a ocupar ele com a família.

Neto teria incluído Piruinha e a filha em um esquema de investimento no mercado imobiliário e lavagem de dinheiro da organização criminosa do Jogo do Bicho. No esquema, os investidores lucravam imóveis e bens declaráveis por meio de laranjas. Porém, o lucro esperado e o retorno do capital investido não foram obtidos e a família de Piruinha passou a se sentir enganada por Neto, o que acabou motivando o assassinato.

Os agentes também tinham mandados de prisão contra outros dois alvos ligados a Piruinha. O policial militar e segurança de Piruinha, Jeckson Lima Pereira, é tido como executor de Neto e foi preso durante a ação. O terceiro alvo dos policiais, a filha do bicheiro, Monalliza Neves Escafura, ainda está foragida.

Outros 20 mandados de busca e apreensão foram cumpridos pelos agentes em endereços de pessoas ligadas ao bicheiro.

*Estagiário sob supervisão de Natashi Franco