Band Rio

Centro de memória do samba é inaugurado no Andaraí

O museu vai fazer parte do Renascença Clube, que já é reconhecido como Patrimônio Cultural do Rio

Pedro Cardoni* 19/05/2022 • 11:52
A inauguração do Centro de Memória aconteceu na última quarta-feira (18)
A inauguração do Centro de Memória aconteceu na última quarta-feira (18)
Divulgação/Renascença Clube

Um centro de memória do samba foi inaugurado no Renascença Clube, no Andaraí, Zona Norte do Rio de Janeiro, na última quarta-feira (18). O local vai poder ser visitado durante as rodas de samba.

O Centro de Memória Sebastiana Arruda é um memorial vivo que visa aproximar o frequentador das rodas de samba a história do Renascença Clube. Além disso, o local também busca criar um processo para que mais ambientes de resistência da cultura afro-carioca sejam criados.

“O samba vai além do samba. Ele fala sobre raça, identificação, cultura, modos de convivência, eu acho a criação do centro de memória de uma importância fundamental”, comentou Amanda Lopes, frequentadora do local.

O Renascença Clube é reconhecido como Patrimônio Cultural da Cidade do Rio de Janeiro pela garantia da valorização e do reconhecimento da cultura negra na Capital Fluminense.

*Estagiário sob supervisão de Stephanie Mendonça