Band Rio

Influencer atropela e mata jovem na Barra

Bruno Krupp, de 25 anos, estava dirigindo sem habilitação uma moto quando atropelou a vítima.

Felipe de Moura* 02/08/2022 • 16:01
O modelo Bruno Krupp atropelou e matou um jovem de 16 anos
O modelo Bruno Krupp atropelou e matou um jovem de 16 anos
Reprodução

O influenciador Bruno Fernandes Moreira Krupp, de 25 anos, atropelou e matou o jovem João Gabriel Cardim Guimarães, de 16 anos, na noite de sábado (30), na orla da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. De acordo com a Polícia Civil, o modelo e ex-namorado da Sarah Poncio, estava dirigindo sem habilitação uma moto quando atropelou o jovem em uma faixa de pedestre com semáforo.

Bruno foi autuado por lesão corporal culposa provocada por atropelamento e falta de habilitação e proibição de dirigir veículo automotor.

Segundo o depoimento prestado na 16ª DP (Barra da Tijuca) por um dos policiais militares, ele disse ter sido acionado para o local do atropelamento e disse que João teve a perna esquerda amputada na hora por conta do acidente e Bruno sofreu escoriações. Ambos foram levados para o Hospital Munipal Lourenço Jorge, também na Barra.

A moto do influenciador foi apreendida e levada à delegacia. Segundo o PM, o local do crime não foi preservado.

Bruno Krupp tem mais de 140 mil seguidores no Instagram. A conta, que era aberta, foi bloqueada para o público.

Em nota, a Polícia Militar informou que “na noite de sábado (30), equipe do 31°BPM (Recreio dos Bandeirantes) foi acionada para verificar uma ocorrência de acidente de trânsito com vítima na Avenida Lúcio Costa, na Barra da Tijuca. No local, os policiais foram informados que um homem foi atropelado por uma motocicleta e socorrido ao Hospital Municipal Lourenço Jorge. O condutor foi socorrido para a mesma unidade de saúde. A ocorrência foi encaminhada à 16ª DP”.

Com a morte da vítima, a 16ª DP investiga o caso como homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Segundo a Polícia Civil, Bruno está internado no mesmo hospital por conta do acidente e “será ouvido assim que receber alta médica”.

*Sob supervisão de Natashi Franco