Band Rio

"Mulher Gato" da Maré, amante de chefes do tráfico, é presa no Rio

Luana Rabello estaria proibida de entrar no Complexo da Maré

Beatriz Duncan (sob supervisão) 01/11/2021 • 19:21
Agentes apuram origem da ostentação da presa nas redes sociais
Agentes apuram origem da ostentação da presa nas redes sociais
Reprodução/Redes Sociais

Conhecida como Mulher Gato no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, a transsexual Luana Rabello foi presa nesta segunda-feira pela Polícia Civil. Ela estava sendo monitorada pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes suspeita de envolvimento com traficantes da região. Além deste relacionamento, a criminosa seria amante de pelo menos mais dois chefes do tráfico.

"Essa proximidade foi constatada em razão de uma discussão nas mídas sociais entre a mulher de um desses traficantes e a travesti no momento em que essa mulher descobriu que seu marido tinha um relacionamento amoroso com a Luana Rabello", afirma o delegado Marcus Amin responsável pelo caso.

A prisão de Luana pode ajudar a apurar a ação de narcotraficantes nas comunidades. Segundo a investigação, ela estaria proibida de entrar no complexo. Luana já tem anotações criminais por furtos e roubos.

Em vídeos e fotos, Luana registrava montantes de dinheiro além de passeios de lancha e helicóptero. Agentes apuram agora a origem da ostentação da presa nas redes sociais.