Band Rio

Polícia faz operação contra Lava-Jatos clandestinos na Zona Norte do Rio

Os estabelecimentos, explorados pelo tráfico, ainda furtam água e energia

Thales Teixeira (Sob supervisão de Natashi Franco) 30/11/2021 • 17:12
Uma faixa da via era ocupada pelos estabelecimentos
Uma faixa da via era ocupada pelos estabelecimentos
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Uma operação contra lava-jatos clandestinos, localizados entre os bairros de Bonsucesso e Benfica, na Zona Norte do Rio, foi feita nesta terça-feira (30), pelas Polícias Militar e Civil com o objetivo de combaterem os estabelecimentos, que são explorados pelo tráfico de drogas que comanda a região, e furtam energia e água das concessionárias.

De acordo com as investigações, os estabelecimentos não têm autorização dos órgãos públicos para funcionarem e atrapalham o fluxo de veículos ocupando uma faixa da Rua Leopoldo Bulhões, considerada q "Faixa de Gaza" no Rio. Além disso, os estabelecimentos furtam energia elétrica e água para lavar os veículos.

"São lava a jatos irregulares. Nós conseguimos contabilizar com um voo de drone 83 pontos de lava a jato. Uma quantidade enorme, que praticam vários crimes, tais como: furto de energia, furto de água, por isso as concessionárias estão presentes aqui realizando seu serviço, crime ambiental, furto dos cones da Prefeitura e da Linha Amarela", afirmou o Delegado da 21ª DP, Hilton Alonso.

Segundo a polícia, o tráfico de drogas que domina a região onde os lava-jatos ficam e exploram o serviço cobrando uma taxa diária de R$ 30.

Cerca de 300 agentes estiveram nesta operação nas comunidades de Manguinhos, Arará e Mandela. A ação da polícia também buscava por possíveis criminosos que atacaram a tiros no dia 27 de outubro, uma viatura da PM, que fazia um patrulhamento no viaduto de Benfica, resultando na morte do Sargento Jamilton.

Dois homens foram presos na comunidade de Manguinhos. Um deles, conhecido como "Caolha", é o suspeito de assassinar um barbeiro, na comunidade do Batan, na Zona Oeste do Rio.

No Mandela e no Arará, uma quantidade de droga, ainda não divulgada pela polícia, foi apreendida, além de uma pistola, um carregador de pistola, um carregador de fuzil e munição.

  • Polícia operação Faixa de Gaza Zona Norte Manguinhos Mandela Arará