Notícias

Prefeitura promove tour cultural pelo centro do Rio a moradores de comunidade

Crianças e adultos visitaram pontos importantes da cultura carioca.

João Pedro Obiler*

Prefeitura promove tour cultural pelo centro do Rio a moradores de comunidade
Reprodução

A Prefeitura do Rio, através da Secretaria de Ação Comunitária, reuniu moradores da comunidade Jorge Turco, em Coelho Neto, Zona Norte, para uma grande atividade cultural. A ação faz parte do projeto Turistando com a Comunidade, que tem o objetivo de garantir a moradores de favelas e comunidades a oportunidade de conhecer locais que simbolizam a história, a arte e a cultura. Lançado em dezembro de 2021, o projeto já beneficiou 5,9 mil moradores com mais de 220 visitas guiadas.

O tour começou com uma visita ao Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (CRAB), na Praça Tiradentes, no Centro do Rio, onde crianças e adultos puderam explorar a exposição “Artesania Ancestral nos 95 anos de Mangueira”. A mostra com fantasias e adereços da escola de samba, que remontam da década de 20 até os dias de hoje, foi conduzida ao som do ícone musical da Estação Primeira de Mangueira, Angenor de Oliveira, o Cartola.

Para a pequena Sara Novelli, de sete anos, foi a primeira vez em um museu como esse. As cores vibrantes e os minuciosos detalhes de cada vestimenta acenderam uma chama de inspiração na menina.

“Quero ser costureira. Acho muito bom costurar porque podemos trabalhar com as nossas mãos e não gastar dinheiro comprando roupas. Assim, eu poderei vender roupas e fazer vestidos, shorts e também roupas de samba”.

O passeio teve continuidade no Real Gabinete Português de Leitura, para onde o grupo se dirigiu depois da visita ao CRAB. O local é considerado uma das bibliotecas mais bonitas do mundo e possui um acervo de 350 mil livros.

O prédio foi construído na segunda metade do século XIX por imigrantes portugueses, mas só foi aberto ao público no século XX. Seu acervo conta com livros ainda mais antigos, como a raríssima primeira edição de "Os Lusíadas", de 1572. O edifício também guarda a maior coleção de obras portuguesas fora de Portugal e é o único representante do estilo arquitetônico neomanuelino na cidade.

Vitória Cavalcante, de 20 anos, esteve no prédio pela primeira vez e se impressionou com o monumento.

“O Turistando com a Comunidade teve um papel fundamental em minha vida e também na vida de diversas crianças. Se não fosse o projeto, nós não teríamos a oportunidade de conhecer o Real Gabinete. Eu sou muito grata à Prefeitura por tudo que estão fazendo pelas comunidades”

*Sob supervisão de Christiano Pinho