Band Rio

Segurança de shopping assaltado na Barra é enterrado

Família afirma que ele só aceitou o serviço por estar desempregado.

Pedro Cardoni* 27/06/2022 • 14:58
Jorge Luiz Antunes deixa uma esposa, quatro filhos e quatro netos.
Jorge Luiz Antunes deixa uma esposa, quatro filhos e quatro netos.
Reprodução

O segurança morto durante um assalto em um shopping de luxo da Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, foi enterrado nesta segunda-feira (27). A cerimônia aconteceu no Cemitério de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Jorge Luiz Antunes, de 49 anos, foi baleado na porta do Shopping Village Mall enquanto os criminosos fugiam de uma tentativa de assalto a uma joalheria, no segundo andar do local. A ação contou com pelo menos 12 assaltantes.

O segurança não tinha curso para exercer a profissão, mas aceitou o serviço porque estava desempregado. Jorge trabalhava há um ano e meio no shopping.

“Eu vi a vulnerabilidade que era trabalhar ali, não tendo uma qualificação, não sendo apto a um porte de arma em um estabelecimento onde há várias lojas de departamento, joalherias. Mas, a situação em que a gente vive no nosso país, ele via necessidade de estar ali, até por estar desempregado. Por uma necessidade, ele tava em um plantão que não era o dele”, afirmou Cristiano Silva Medeiros, cunhado de Jorge.

Entre os familiares e amigos, a comoção é o sentimento que predomina. A família compareceu ao enterro com camisas estampando o sorriso de Jorge.

“Ele era muito festeiro, muito amigo, um homem de muitas amizades. São quatro filhos, a esposa, quatro netos. A gente só quer uma resposta”, disse Ana Maria Antunes, irmã da vítima.

Testemunhas do assalto contam que muitos tiros foram disparados durante a ocorrência e relatam os momentos de terror vividos dentro do shopping.

“Ele já chegou com uma arma na (minha) barriga, falou que era ele só me queria para sequestro, para refém. Eu pensei que era uma brincadeira. Ele depois acabou me largando e pegando meu filho”, contou uma testemunha.

Em nota, o Grupo Sunset, responsável pela segurança do Shopping Village Mall, lamentou a morte de Jorge e afirmou estar colaborando com as investigações policiais.

A polícia ainda tenta identificar os envolvidos no crime e o Disque Denúncia oferece uma recompensa de R$ 50 mil para quem tiver informações que levam a prisão e a identificação dos criminosos.

*Estagiário sob supervisão de Natashi Franco