Band Vale

Jovem que matou Juliana vai cumprir 3 anos na Fundação Casa

Crime aconteceu em maio na porta de escola, em Pindamonhangaba

Da Redação 02/07/2022 • 09:12 - Atualizado em 02/07/2022 • 12:13
Juliana foi morta a tiros pelo ex-namorado quando saía de colégio
Juliana foi morta a tiros pelo ex-namorado quando saía de colégio
Divulgação/Redes Sociais

O jovem autor dos disparos que resultaram na morte de Juliana Fernandes Candido, de 19 anos, deve cumprir três anos de internação na Fundação Casa.

A decisão é desta sexta-feira (1º), após audiência na Vara da Infância e Juventude. O infrator completou 18 anos dias após o crime, mas, segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente responderá pela morte de Juliana como um ato infracional, tendo em vista que ainda era menor de idade quando o crime aconteceu.

Ele cumprirá a internação na Fundação Casa em Cantareira.

Juliana era estudante de enfermagem e foi morta a tiros pelo ex-namorado enquanto deixava o colégio, em Pindamonhangaba. O pai da vítima, um idoso de 76 anos presenciou o crime. O caso aconteceu em maio.

Dias após o crime, o jovem se entregou a polícia e confessou a autoria do homicídio. Desde então, o infrator estava internado na Fundação Casa em Cantareira.