Band Vale

Onda de frio causa prejuízos para produtores rurais da região

Geada costuma prejudicar os alimentos, já que são mais sensíveis ao frio

Redação Band Vale 20/05/2022 • 18:22
Onda de frio causa prejuízos para produtores rurais da região
Onda de frio causa prejuízos para produtores rurais da região
Elza Fiúza/ Agência Brasil

A onda de frio que atinge a região do Vale do Paraíba deixa os produtores rurais em alerta. A geada costuma prejudicar os alimentos, já que são mais sensíveis ao frio.

Os agricultores que trabalham com hortaliças, café, milho, banana e cana-de-açúcar, estão preocupados por esses alimentos serem mais sensíveis à baixas temperaturas e geadas.

O frio pode afetar a inflação e os produtos podem ficar ainda mais altos. Nos últimos 12 meses encerrados em abril, a inflação para alimentação e bebidas ficou em 13,47%, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O café moído ficou 67,53% mais caro, as hortaliças e verduras, 36,62%, e o milho em grão, 21,14%.

Alexandre Lemes, que é produtor rural e planta quiabo, abobrinha, milho e feijão de corda, conta que essa frente fria já está impactando na colheita dos alimentos, que estão sendo prejudicados seja na qualidade ou na quantidade. Com isso, os lucros diminuíram. Ele conta que já teve reajuste de 15% nesta semana devido ao frio:

“Hoje a nossa plantação de quiabo representa uma queda de 80% da produção. Com essa queda de temperatura ocorre o aborto das frutas, então a gente está sempre cuidando para que não haja esse aborto, mas mesmo assim a gente não consegue segurar. ”

Quem também já vê os produtos sumindo das bancas por causa do frio é o Januário Jesus Silva Lemes, que conta que muitos produtos já dobraram de preço por causa da geada. Ele também informou que a couve, abobrinha, quiabo já estão em falta e com o preço mais elevado:

“O impacto da temperatura já está causando os aumentos excessivos dos produtos. O quiabo tá em falta, abobrinha e jiló a gente já não está mais conseguindo encontrar nos mercados.”

A variação do valor segundo o economista José Carlos Marajá, é algo básico no mercado, a lei da oferta e da procura:

”O produtor enfrenta uma grande dificuldade porque as frutas, hortaliças e verduras, tem uma grande sensibilidade com essa temperatura baixa e aumenta a perda do produtor nesse período, e com menos produtos no mercado, a lei da oferta e da procura é implacável.” 

Temperaturas 

A Defesa Civil do Estado emitiu um alerta de frio intenso que já derrubou as temperaturas nesta terça-feira (17), e deve continuar até a próxima sexta-feira (20).

Na serra da mantiqueira, as temperaturas mínimas devem ser de 1°C e 3°C, com possibilidade de geada. No Vale do Paraíba, as mínimas são de 4°C a 7°C.