Notícias

Justiça desbloqueia R$33 MI de empresas condenadas pela queda de viaduto em 2014

Na época do acidente, o viaduto Batalha dos Guararapes ainda estava em obras

Lucas de Carvalho 30/06/2022 • 11:25
O inquérito do caso teve 1,2 mil páginas
O inquérito do caso teve 1,2 mil páginas
Marcello Casal Jr./Agência Brasil

A Cowan e a Consol têm R$ 33,9 milhões desbloqueados pela justiça. As empresas foram condenadas pela queda do Viaduto Batalha dos Guararapes, em 2014.

A decisão é do juiz Wauner Machado, da Terceira Vara dos Feitos da Fazenda Pública Municipal de Belo Horizonte.

Seis engenheiros foram condenados à época do julgamento, e outros funcionários tiveram estabelecimento de penas secundárias.

Com a queda da estrutura, duas pessoas morreram. Operários e passageiros de ônibus ficaram feridos.

A Cowan informou que recebeu com tranquilidade a decisão judicial. A empresa afirmou ainda que "não tem medido esforços para comprovar, a inocência e ausência de culpa no trágico evento da queda do Viaduto".

Entramos em contato com Consol, mas até o momento a construtora não se posicionou.

*Sob supervisão de Laryssa Campos