BandNews FM

Ítalo Ferreira faz história e conquista primeiro ouro do Brasil em Tóquio

Surfista que já foi campeão mundial agora soma a Olímpiada no rol de títulos ao derrotar o japonês Kanoa Igarashi na final do surfe masculino

Carine Roma 27/07/2021 • 09:38
Ítalo Ferreira conquistou a primeira medalha de ouro do Brasil em Tóquio
Ítalo Ferreira conquistou a primeira medalha de ouro do Brasil em Tóquio
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O surfista Ítalo Ferreira já foi preparado para receber apenas uma medalha: o ouro – ele não cogitou nenhuma outra e foi isso o que aconteceu na madrugada desta terça-feira (27) no Brasil, início da tarde no Japão. O brasileiro conquistou a primeira medalha de ouro do país nos Jogos Olímpicos e se firma como os grandes do surfe.

De tanto que sonhou com esse momento, na primeira onda, a prancha quebrou, mas não demorou mais de dois minutos até que Ítalo Ferreira nadasse até à areia da praia para começar tudo do zero. Mesmo com o mar revolto de Tsurigasaki, o surfista brasileiro trouxe o primeiro ouro da história do surfe na Olímpiada e, ainda por cima, foi contra o japonês Kanoa Igarashi, que eliminou Gabriel Medina na semifinal.

Ítalo foi para cima, como de costume, não perdeu nenhuma onda e foi agressivo durante a bateria, conseguindo três boas notas antes de Igarashi - um competidor que apresenta uma característica de se perder durante as manobras por causa da pressão.

Após oito minutos corridos, o brasileiro pegou a primeira boa onda, recebendo nota 7.00 dos juízes e aí a empolgação tomou conta do atleta - na sequência, ele ganhou um 5.50 e, depois, fez um aéreo com nota de 7.77. Ítalo deu show e três minutos antes do fim, pegou uma onda fabulosa de 7.37.

A estratégia do brasileiro foi como uma carta na manga e, no somatório final, tinha garantido 15,14 contra 6,60 do rival. Mesmo antes de chegar à areia, a festa já estava rolando, mesmo faltando dois minutos para o sinal tocar.

A organização adiantou em um dia as finais por causa da ameaça da chegada de um tufão no Japão, assim ondas melhores poderiam chegar até os atletas. Mesmo com dores na perna esquerda, Ítalo manteve o foco e sabia que o caminho do ouro era certeiro. Não existia outra possibilidade. Antes de chegar ao mar, viu uma multidão de torcedores do Igarashi, mas não se importou.

Ítalo chegou ao topo e alcançou um feito para o Brasil. No final, aproveitou para curtir a conquista ao lado de Silvana Lima, Tatiana Weston-Webb e de toda a delegação do País.

O surfista já era campeão mundial de surfe, Ítalo agora também soma uma Olímpiada no currículo. Gabriel Medina quase chegou ao pódio, mas caiu para o australiano Owen Wright na disputa pelo bronze. No feminino, Silvana Lima se despediu da disputa ainda nas quartas de final.

  • Internacional
  • Brasil
  • São Paulo