Notícias

Justiça determina afastamento do dep. estadual Anderson Alexandre

MP acusa o parlamentar de crime de responsabilidade e liderar organização criminosa

Gustavo Sleman 28/01/2022 • 19:56
Deputado  afirmou que jamais praticou atos ilícitos
Deputado afirmou que jamais praticou atos ilícitos
Reprodução/Alerj

A Justiça do Rio determina o afastamento do deputado estadual Anderson Alexandre, do Solidariedade, do cargo na Assembleia Legislativa do Rio. A decisão da Vara de Combate ao Crime Organizado acolheu a um pedido do Ministério Público, que acusa o parlamentar de crime de responsabilidade e liderar organização criminosa enquanto ocupava o cargo de prefeito de Silva Jardim.  

Segundo o órgão, o político e outras sete pessoas utilizaram indevidamente cerca de R$ 1 milhão dos cofres públicos da cidade, nomeando ao menos 54 funcionários fantasmas. O objetivo das nomeações, de acordo com o MPRJ, era a manutenção do grupo político no poder.

Além de ter tornado todos os envolvidos réus, a Justiça também determinou o bloqueio de bens do grupo. Procurada, a Alerj informou que ainda não foi notificada sobre a decisão. Em nota, o deputado Anderson Alexandre afirmou que jamais praticou atos ilícitos e que a denúncia é uma tentativa de difamá-lo junto ao eleitorado.

Ainda de acordo com o parlamentar, ele permanece no exercício do mandato uma vez que, segundo ele, um juiz de primeira instância não teria competência para examinar qualquer ação penal referente a um parlamentar.