Notícias

Número de casos de varíola dos macacos no RJ sobe para 16

Dez casos seguem em investigação e 23 foram descartados

Pedro Dobal 03/07/2022 • 20:53
A doença tem transmissão local no Rio de Janeiro
A doença tem transmissão local no Rio de Janeiro
Divulgação/CDC

Sobe para 16 o número de casos confirmados de varíola dos macacos no estado do Rio. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, são dez pacientes diagnosticados com a doença na capital, três em Maricá, na Região Metropolitana, e um em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Em Queimados, também na Baixada, um morador de Portugal testou positivo e, em Niterói, na Região Metropolitana, a doença foi identificada em um paciente que veio da Inglaterra.

Dez casos seguem em investigação e 23 já foram descartados. Segundo a pasta, os casos confirmados e suspeitos são monitorados diariamente pela secretaria e pelas equipes de Vigilância em Saúde dos municípios.

Na capital fluminense, a Secretaria Municipal de Saúde já admite que a doença tem transmissão local, ou seja, entre pessoas que não têm histórico de viagem internacional ou contato próximo com viajantes.

O principal sintoma é o surgimento de lesões em formato de bolhas, que podem ser acompanhadas de febre, aumento dos linfonodos, calafrios e dores de cabeça, nas costas ou musculares.

A transmissão ocorre principalmente por meio de contato pessoal com secreções respiratórias, lesões de pele de pessoas infectadas ou objetos recentemente contaminados. Em caso de suspeita da doença, o paciente deve ser isolado até o desaparecimento completo das lesões.