Notícias

'Sistema dos aeroportos não deve ser de competição sem regras', diz secretário

Após solicitação, a Prefeitura vai passar a fazer parte do grupo de trabalho montado para discutir a concessão do Santos Dumont

Gabriela Morgado 27/01/2022 • 17:27
Município critica o modelo de concessão previsto pelo Governo Federal
Município critica o modelo de concessão previsto pelo Governo Federal
Fernando Frazão/Agência Brasil

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Simplificação do Rio, Chicão Bulhões,  afirma que o sistema dos aeroportos na cidade deve ser de coordenação, e não de competição sem regras.

Após solicitação, a Prefeitura vai passar a fazer parte do grupo de trabalho montado para discutir a concessão do Aeroporto Santos Dumont. O município critica o modelo previsto pelo Governo Federal. Segundo a Prefeitura, a concessão proposta pode levar a uma concentração dos voos no terminal e a um esvaziamento do Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão.

Chicão Bulhões classificou como "um desaforo" a criação do grupo de trabalho sem a participação da Prefeitura. Agora, segundo ele, o objetivo é impedir que a concessão cause uma competição sem regulamentação adequada.

Segundo Bulhões, o Santos Dumont não tem capacidade de receber grandes aeronaves e o modelo proposto de concessão vai aprofundar a concentração dos voos regionais no terminal.

A Prefeitura acredita que isso levará à diminuição das exportações e importações de cargas e da oferta de voos para passageiros.  

O secretário municipal de Turismo, Bruno Kazuhiro, afirma que a mudança pode afetar negativamente o turismo.

Apesar das críticas, o prefeito Eduardo Paes disse que a entrada do município no grupo de trabalho foi um avanço.

Segundo o Ministério da Infraestrutura, a Prefeitura deve ser representada na próxima reunião, na semana que vem.