Masterchef

Daphne surge “emburrada” no MasterChef e Maria Antonia reflete: "Suas lágrimas me representam"

Campeã da 5ª temporada esteve no episódio deste terça-feira e viu Daphne reproduzir a receita que a fez vencedora em 2018

Stefani Sousa 17/11/2021 • 01:11 - Atualizado em 17/11/2021 • 02:03
Daphne surge “triste” em prova do MasterChef e emociona Maria Antonia
Daphne surge “triste” em prova do MasterChef e emociona Maria Antonia
Carlos Reinis/Band

Durante o MasterChef desta terça-feira, 16, Daphne ficou descontente com o prato que apresentou aos jurados em reprodução da receita que fez Maria Antônia campeã do programa em 2018. A participante cozinhou sem muita energia, deixou de responder os convidados e, durante a degustação, até chorou. Helena Rizzo questinou: “Tu não gostou? Tu é bem autocrítica. Tá muito nova pra ser assim. Tá bom seu prato, sua massa tá boa e aldente”. 

Na sequência, foi a vez da vencedora da 5ª temporada provar a receita e dar sua opinião. Maria aproveitou, no entanto, para desabafar e aconselhar a jovem. “Até as suas lágrimas me representam. Eu chorei muito aqui porque não confiava em mim. Isso é uma das coisas que eu me arrependo. Teve um momento em que pensei que você ia deixar a prova”, analisou.  

Em seguida, ela fez questão de alogiar a execução do prato. “A gente olhou essa massa e que linda! Pra mim faltou as raspas do limão, um pouco mais cítrico pra quebrar a gordura. Se tu me servisses em qualquer restaurante eu diria que está perfeito.” Henrique Fogaça e Erick Jacquin concordaram com as avaliações. O francês ressaltou ainda que cozinheira precisa de mais “felicidade” no jogo. 

Daphne rebate críticas ao comportamento “triste” na prova  

Segundo a competidora, as questões com o jogo começaram bem antes da prova eliminatória. Quando entregou uma sobremesa inspirada em um avocado, a skatista se sentiu realizada, mas a sequência de fatos não ajudou. “Foi a minha prova favorita desde todos os tempos. Amei o que entreguei, foi a melhor coisa que fiz até agora. A receita com mais técnica e criatividade. Foi muito bom porque pude ousar. Eu não queria ganhar, mas fiquei triste por ter que fazer a prova de eliminação mesmo entregando um prato tão incrível, que me surpreendi por consegui fazer.” 

Logo depois, ela gostaria de preparar o prato feito por Elisa, campeã da 1ª temporada. Não deu certo e, a partir daquele momento, tudo desandou. “Era o que mais tinha mais a minha cara. Eu gosto de massa, nunca tinha feito no programa. Também não ouvi a explicação de como fazer o ragu, o prato não tinha nada a ver comigo e fiquei triste. Eu só fiz... A parte que mais gosto de fazer na cozinha é criar, quando tiram isso de mim, fico mal.”