Masterchef

Semana de 22 no MasterChef: O que foi o evento que completa 100 anos

Movimento artístico comemora o primeiro centenário e ganha homenagem no programa da Band. Saiba o que foi e quem são seus principais expoentes!

Da redação 28/06/2022 • 19:21 - Atualizado em 29/06/2022 • 00:11

O MasterChef desta terça-feira (28) fará uma celebração à Semana da Arte Moderna de 1922. Na prova de eliminação, os participantes serão surpreendidos com um cartaz temático: “Semana de 22 do MasterChef”. Além de talento culinário, eles terão que mostrar criatividade artística e apresentarão seus pratos como quadros em telas em branco.

Mas afinal, o que foi a Semana de Arte Moderna, ou simplesmente Semana de 22, que ganhou esta homenagem no programa da Band? O evento, que se tornou um movimento artístico histórico no país, completou o seu primeiro centenário neste ano. 

Aconteceu entre os dias 13 e 17 de fevereiro de 1922 no Theatro Municipal de São Paulo. O objetivo era romper com os padrões vigentes da época, que era mais elitista. Foi um movimento de renovação cultural e é reconhecido como o início do modernismo no Brasil.

O evento contemplou várias áreas das artes. Mais de 100 obras foram expostas ao público no Municipal. Além de pintores, também havia espaço para escultura, espetáculos musicais e arte no geral. 


Quem participou da Semana de 22


São vários os expoentes do movimento, sendo possível destacar nomes como Oswald de Andrade, Anita Malfatti, Mário de Andrade, Manuel Bandeira, Heitor Villa-Lobos, Di Cavalcanti, Graça Aranha, Sérgio Milliet e Guimar Novaes

O movimento, de fato, rompeu com o conservadorismo da época em relação à linguagem artística de até então. 

Como vários artistas haviam estudado na Europa, uma série de tendências foram trazidas, como o dadaísmo, surrealismo e expressionismo, que serviram de influência para suas obras. 

A Semana de 22 trouxe grandes impactos sobretudo após a sua realização, o que pode ser observado no tropicalismo na música, por exemplo.