Masterchef

Wilton, do MasterChef, é tiktoker e não-binário: “Não me importo com gênero”

Paulista de 26 anos conquista o avental para 10ª temporada do MasterChef Brasil. Conheça Wilton!

Aline Naomi e Felipe Pinheiro

Wilton entra para a 10ª temporada do MasterChef Brasil
Wilton entra para a 10ª temporada do MasterChef Brasil
Melissa Haidar/Band
Topo

Wilton, 26 anos, realizou o sonho de entrar no MasterChef Brasil após se inscrever em três edições. O paulista de Martinópolis é professor de canto e piano, além de também ser ator e tiktoker. Ao Band.com.br, ele explicou que se define como uma pessoa não-binária, isto é, que não se identifica com os gêneros masculino e feminino.  

 
“Eu não me importo com o gênero que as pessoas se definem a mim. Gosto muito de instigar, dessa brincadeira de misturar as roupas. Estamos em um mundo que ainda é muito dividido, mas para mim não tem que existir roupas de mulheres e roupas de homens. As minhas roupas são sempre coloridas, isso é uma marca minha já tem muitos anos. Tudo meu é muito chamativo”, afirmou.  

Tal qual como nos looks, na culinária ele também gosta de abusar das cores. Mas o professor sabe que para se dar bem no MasterChef é preciso ir além da aparência. “Quanto mais colorido o prato, melhor. A gente come com o olho, eu quero uma comida bonita, mas lógico que sempre quem vai mandar é o sabor. Sabor, mas se tiver beleza é muito melhor”, comentou.    

Ele se inscreveu na 10ª temporada do MasterChef e tem a mãe como principal fonte de inspiração. Aos 12 anos, Wilton aprendeu uma receita com a mãe que passou a usar como fonte de renda. Foi depois disso que surgiu o sonho de um dia entrar no MasterChef.  

“Comecei a fazer esse pão de mel para vender na escola, para ter um pouco de dinheiro para comprar as coisas que eu queria. E aí foi evoluindo para bolo de pote, comida e aí veio o MasterChef. Um dia eu falei: "Eu vou entrar, não sei quando, mas eu vou!’”.  

Wilton intensificou nos estudos de culinária e, durante a pandemia, resolveu transformar o aprendizado em conteúdo para as redes sociais. Assim ele resolveu se tornar tiktoker. 

”Na pandemia foi quando a gente conseguiu focar mais, né? Foquei bastante no estudo, meus pais adoraram porque toda semana eu fazia um prato diferente, E aí eu criei um TikTok. Tenho 17 mil seguidores no TikTok, no qual eu ensino as receitas de alta gastronomia de uma forma fácil”, disse. Boa sorte, Wilton!