Esportes

Kerolin Nicoli, atacante da seleção brasileira, quase teve sua perna amputada

Atleta teve uma doença que infeccionou seu osso e passou por momentos difíceis ainda na infância

Da redação, com Band Esporte Clube 21/05/2022 • 15:14 - Atualizado em 21/05/2022 • 15:18

Hoje cheia de saúde e animada nas redes sociais, Kerolin Nicoli, atacante da seleção brasileira e do North Carolina Courage, quase precisou desistir de sua carreira por causa de uma doença que a atingiu ainda na infância, aos 12 anos.

A osteomelite é uma doença rara e que causa infecção nos ossos, Kerolin teve que ser internada e durante a cirurgia uma parte do membro precisou ser retirada.

“A rotina era só hospital, eu fiquei internada, passei por uma cirurgia e eles tiraram um pedaço do meu osso. Ao mesmo tempo que passava muito rápido, passava muito devagar, porque quando eu vi já tinham passados três meses de internação e neles, eu só via a minha mãe”, disse a atleta, em entrevista ao Band Esporte Clube.

Kerolin relembra que em nenhum momento cogitou deixar o futebol, exceto quando o seu médico contou que ela podia ter sua perna amputada.

Entretanto, esse não foi o único perrengue da atacante. No final de 2018, Kerolin foi pega no doping em exame realizado durante a Libertadores, quando a jogadora estava defendendo o Audax. Por causa disso, ela precisou ficar dois anos afastada de jogos oficiais da seleção brasileira.

“Foi um momento muito difícil e de solidão. Passavam várias coisas na minha cabeça. Não conseguia jogar futebol, ia para outros esportes e nem assistir como era a minha vida antes disso, não conseguia”, disse.

Após a suspensão, foi na seleção brasileira que ela encontrou um refúgio, ao ser convocada por Pia Sundhage para defender a amarelinha, Kerolin viu seu mundo sorrir novamente e segue em busca de ser a melhor jogadora do mundo.