Esportes

"Nosso único objetivo é torcer": conheça a Bravo 52, Barra Brava do Fluminense

Fundada em 2009, torcida do Tricolor se reúne em todos os jogos para apoiar o clube incondicionalmente

Por Gabriela Santos

"Nosso único objetivo é torcer": conheça a Bravo 52, Barra Brava do Fluminense
"Nosso único objetivo é torcer": conheça a Bravo 52, Barra Brava do Fluminense
Diogo Riccobene
Topo

No “Rolê de Arquibancada”, do Band Esporte Clube, deste sábado, 30, explicamos o que são e como funcionam as “Barras Bravas”, estilo sul-americano de apoiar os clubes incondicionalmente e bastante reconhecido pelos seus visuais nas arquibancadas populares.

E apesar de no Brasil muitas torcidas apenas usarem os aspectos visuais de uma Barra, no Rio de Janeiro, a Bravo 52, do Fluminense leva ao pé da letra o que é ser uma torcida com todas as características, dos visuais até ideologia. 

Para entender como funciona a Bravo, conversamos com o Diogo Riccobene, presidente da torcida que tem apenas um objetivo: torcer para o Fluminense Football Club. 

“Nosso único objetivo aqui é torcer, a gente se espelhou nas Barras de outros países, na questão da ideologia de apoio incondicional, exaltar sempre o nome do clube, músicas de apoio ao clube. A Bravo, com essa ideologia, a gente se considera uma Barra por conta disso e pelo uso de instrumentos que não eram usados, principalmente, aqui no Rio de Janeiro, como o bumbo de murga, aqui as torcidas tocam o ritmo de samba e, consequentemente, são instrumentos de samba, a gente também utiliza surdo, caixa, repique, mas a gente acrescentou o bumbo e os instrumentos de sopro, para poder ter essa visualização de uma Barra", disse.

Apesar de já ser uma torcida bastante conhecida pelos torcedores, a Bravo 52 é recente neste cenário. Fundada em 2009, ela se resume a reunir os tricolores e seu nome fica em segundo plano quando o assunto é ter algo para ser exaltado na arquibancada. 

"Ela sugeriu na minha vida no primeiro jogo da Bravo, em 6 de agosto de 2009, vi essa semente ser plantada, o início difícil da Bravo. Não teve desistência na época e éramos muito pequenos, cerca de 10 a 15 pessoas, na arquibancada oposta do Maracanã. Então, foi neste momento que eu conheci a Bravo. Através de amigos, fundadores que estavam ali, com o mesmo objetivo, foi tirado do papel a vontade e colocada na arquibancada. Eu olho para trás e sinto orgulho da história sendo escrita”, explicou.

A Bravo 52 também é considerada por alguns torcedores fácil de se “associar”, isso porque o acesso é fácil e nas redes sociais as lideranças costumam conversar com os torcedores, além de passar orientações.

“Hoje em dia a facilidade das redes sociais, então a gente sempre tenta ao máximo reunir presencialmente antes dos jogos a galera que fica com a gente. Hoje, através do avanço das redes fico muito fácil das pessoas conhecerem o que é a Bravo e entenderem como funciona”

Vindo de uma família Tricolor, Diogo tem apenas um objetivo no comando da Bravo 52, espalhar o amor ao clube e incentivar cada vez mais que o apoio incondicional seja a única coisa a prevalecer nas arquibancadas espalhadas pelo Brasil e mundo.

Tópicos relacionados