Esportes

Cássio vira o assunto e ofusca goleada corintiana, mas evita falar sobre futuro

Ídolo do Timão tem proposta do Cruzeiro e irá se reunir com diretoria do Corinthians nesta quarta

Por Thiago Tassi

Cássio vai se reunir com diretoria do Corinthians para definir futuro no clube
Cássio vai se reunir com diretoria do Corinthians para definir futuro no clube
Agência Corinthians

A possibilidade de Cássio deixar o Corinthians ofuscou até a goleada por 4 a 0 sobre o Argentinos Juniors, na Neo Química Arena, na última terça-feira (14). O goleiro e ídolo do Timão tem proposta do Cruzeiro e deve decidir seu futuro em reunião com a diretoria corintiana nesta quarta (15).

Depois da vitória convincente do Timão na Sul-Americana, a torcida ovacionou Cássio, que ficou mais uma vez no banco de reservas. Na saída do estádio, Cássio passou direto pela zona mista e não quis conversar com os jornalistas.

No momento certo, eu vou falar - Cássio, para a reportagem da Rádio Bandeirantes

António Oliveira, por sua vez, também não conseguiu escapar do assunto. O treinador português teve a coletiva praticamente dominada por perguntas sobre o camisa 12. Ele disse que somente Cássio pode decidir sobre seguir ou não no clube.

Com isso, António pouco discorreu sobre o resultado e a imposição técnica e tática de seu time em campo.

Na zona mista, novamente a goleada ficou em segundo plano. Jogadores como Cacá, Yuri Alberto e Raniele falaram sobre o jogo, é verdade, mas o assunto principal foi Cássio.

“Não me preocupa [uma possível saída do Cássio, sobre liderança no elenco], porque o grupo é muito bom, forte, bem unido. Mas o Cássio sabe da importância dele. Estão rolando especulações, isso é coisa pessoal dele. Só que o grupo é forte, se cobra bastante. Independentemente de quem entrar, de quem sair, o grupo vai continuar unido e batalhando bastante”, disse o zagueiro Cacá.

Hoje titular da meta corintiana, Carlos Miguel também elogiou o camisa 12, a quem disse considerar um pai. Ele afirmou não saber sobre o futuro do veterano, mas pediu para que ele fique.

“Todos têm a maior gratidão possível. Eu sempre falo que eu tenho a maior gratidão pelo que ele fez comigo, por eu estar jogando hoje graças a ele também, ele tem uma gigantesca parcela nisso. E entre a gente, ele pra mim é um pai, ele é um cara que cuida de todos”, afirmou o novo titular do Timão.

Aos 36 anos, Cássio estreou pelo Corinthians em 2012 e tem mais de 700 jogos pelo clube. Entre os títulos, foi campeão brasileiro (2015 e 2017), da Libertadores (2012) e do Mundial de Clubes (2012).

Tópicos relacionados

Mais notícias

Carregar mais