Jogo Aberto

Weverton revela medo de dormir e aposta em permanência de Abel no Palmeiras

Goleiro do Verdão participou do Jogo Aberto após a vitória na final contra o Flamengo

Da Redação, com Jogo Aberto 29/11/2021 • 12:52 - Atualizado em 29/11/2021 • 14:24

Convidado especial do Jogo Aberto desta segunda-feira (29), Weverton revelou que está com medo de dormir depois de conquistar a segunda Libertadores da América pelo Palmeiras em dez meses, desta vez com vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo no Uruguai. 

“São duas noites seguidas sem dormir. Tô com medo de dormir, acordar e ser um sonho, não ser verdade tudo isso. Às vezes a gente não tem noção do que está acontecendo. Ser campeão duas vezes consecutivamente é muito difícil. É muita alegria. É desfrutar muito”, disse o goleiro. 

No papo com Renata Fan, Denílson Show e Edmundo, Weverton foi perguntado se ele sabe se o técnico Abel Ferreira vai continuar no Verdão após o bicampeonato continental. 

“Essa é a pergunta de alguns milhões. Se eu tivesse que colocar dinheiro, apostaria que ele fica. Ele é feliz aqui apesar do que sempre fala, de ter deixado a família em segundo plano para se dedicar ao clube. O Abel tem o respeito de todos. Espero que ele fique aqui por muito tempo”.  

Weverton também falou sobre o gol de Gabigol na final em Montevidéu. “Achei que bateria cruzado. Não sei se foi intenção, ou se ele pegou de três dedos, e a bola entrou entre mim e a trave. Me cobro como goleiro e acho que tenho que defender esse tipo de bola, ainda mais em decisão”. 

O goleiro também revelou que pensou nas penalidades quando o tempo regulamentar do tenso duelo contra o Flamengo terminou 1 a 1. 

“Já tava mentalizando e pensando nas cobranças que estudei. Aí quando o Deyverson faz o gol só pensei em não deixar entrar mais nada e evitar a fadiga. Tem a questão mental também. A gente não vem bem em decisão de pênaltis e o Flamengo estaria emocionalmente melhor depois de empatar duas vezes”, concluiu.