Notícias

Tragédia em Pernambuco: 106 mortos e 24 cidades em emergência

Segundo a Defesa Civil, pelo menos 10 pessoas continuam desaparecidas e as buscas continuam nesta quarta-feira (1º)

Renan Sukevicius 01/06/2022 • 08:21 - Atualizado em 01/06/2022 • 08:45

As buscas por vítimas das chuvas que atingiram cidades de Pernambuco entram no quinto dia nesta quarta-feira (1º). Segundo o mais recente balanço da Defesa Civil, pelo menos 10 pessoas continuam desaparecidas. Até agora, são 106 mortes confirmadas. 

Os desabrigados passam de 6 mil e 24 cidades decretaram situação de emergência, entre elas Recife e Jaboatão dos Guararapes.

Com risco de novos deslizamentos, os trabalhos do Corpo de Bombeiros precisam ser interrompidos sempre que a chuva aumenta. 

Desastre

A chuva forte causou mortes e danos principalmente na Região Metropolitana de Recife, mas também atingiu o leste de Alagoas e cidades de Sergipe e Paraíba. 

O plano de contingência da prefeitura de Recife foi acionado na sexta-feira (27), quando a Apac (Agência Pernambucana de Águas e Clima) emitiu um comunicado informando a previsão de chuva intensa para o final de semana. 

O decreto de situação de emergência publicado pelo Estado permite que os municípios solicitem recursos do Sistema Nacional de Defesa Civil. Os municípios em emergência em Pernambuco são: Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, São José da Coroa Grande, Moreno, Nazaré da Mata, Macaparana, Cabo de Santo Agostinho, São Vicente Férrer, Paudalho, Paulista, Goiana, Timbaúba e Camaragibe.

Na segunda-feira (30), o presidente Jair Bolsonaro (PL) esteve em Recife junto com comitiva de ministros e anunciou R$ 500 milhões de ajuda à região. Bolsonaro aproveitou o evento para criticar adversários políticos

Ajuda

A Cufa (Central Única das Favelas), em parceria com a Bandarrecada doações para ajudar as pessoas em situação de emergência em Pernambuco e Alagoas. A chave PIX para doações é: abraceonordeste@cufa.org.br 

As doações serão revertidas em alimentos, itens de higiene e outros produtos. 

Várias entidades de Pernambuco, como a Prefeitura do Recife, a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Arquidiocese de Olinda e Recife, shoppings da Região Metropolitana, o Sport e o Náutico divulgaram canais para receber doações para as famílias afetadas.