Bora Brasil

Vídeo mostra ataque a carro-forte em SP; polícia investiga conexão das ações

Polícia prendeu duas pessoas suspeitas de envolvimento no crime. Além disso, foram apreendidos fuzis, munições e explosivos

Por Karina CordeiroGuilherme Oliveira

Imagens das câmeras de segurança da Rodovia Washington Luís mostram o momento em que os criminosos explodem os carros fortes. Nas imagens é possível ver a fumaça após a explosão e que pedaços do carro-forte atingem outros veículos. 

Os últimos dias foram marcados por ataques a carros-fortes em São Paulo. Foram pelo menos 3 ataques no interior paulista e uma agência estourada. A polícia investiga se há ligação entre ataque a banco e explosões de carros-fortes.

Por volta das 3h da última segunda-feira (08), quatro homens armados com fuzis bloquearam ruas ao redor da agência bancária em São Pedro e, em uma ação que levou cerca de 30 minutos, explodiram a unidade e fugiram. 

No fim da tarde da última segunda-feira (08), os mesmos criminosos explodiram dois carros-fortes na Rodovia Washington Luís (SP-330), em Cordeirópolis (SP). O grupo usou fuzis na ação. A polícia confirma que os bandidos são os mesmos.

Em outra ação, bandidos armados com fuzis atacaram dois carros-fortes numa rodovia perto de Limeira, no interior de São Paulo. Eles interceptaram o comboio, mandaram os seguranças descerem e o explodiram os blindados. Houve troca de tiros com a polícia.

Na Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304), um carro-forte foi atacado por criminosos no início da noite. Foram realizados disparos de fuzis contra ele, mas a tentativa de roubo foi frustrada e os assaltantes fugiram. E um terceiro-carro forte foi atacado no fim do dia também no interior paulista, na região de Piracicaba.

Prisões 

Uma ação conjunta entre a Polícia Civil e Militar resultou na prisão de dois integrantes de uma organização criminosa envolvidos na explosão de caixa eletrônico e assalto a três carros-fortes na segunda-feira (8) no interior de São Paulo. A prisão da dupla foi realizada na madrugada desta terça-feira (9). Fuzis, munições e explosivos foram encontrados com os suspeitos, além dos veículos usados nos crimes.

Uma das prisões aconteceu em um pedágio da rodovia dos Bandeirantes (SP-348), em Hortolândia. O suspeito que dirigia o carro transportava dispositivos usados pelos criminosos para furar o pneu de veículos idênticos aos materiais encontrados na explosão da agência bancária em São Pedro. Na abordagem, a polícia identificou três endereços que tinham relação com a prática criminosa. 

Em um deles, em Sumaré, houve troca de tiros com outro suspeito, que foi atingido e morreu no local. Foram apreendidos vários artefatos utilizados pelo grupo criminosos como quatro fuzis e uma espingarda, mais de 500 cartuchos e munições, 150 explosivos, três malas com roupas e acessórios como coletes, luvas e balaclavas, kit drone e rádios comunicadores. Na casa os policiais também apreenderam R$ 110 mil.

O segundo endereço era em uma casa na cidade de Indaiatuba. O suspeito, que era procurado pela Justiça por ataque a carro-forte, se rendeu. No imóvel havia uma moto furtada em agosto do ano passado no município de Itu.

“Logo após os ataques, imediatamente, as forças policiais foram a campo para identificar e prender esses criminosos. Essas ações ultraviolentas do crime organizado não ficarão sem respostas no estado de São Paulo”, disse o secretário da Segurança Pública, Guilherme Derrite.
 

Mais notícias

Carregar mais