Bora SP

Sacolinhas plásticas podem ser proibidas em São Paulo; entenda o projeto de lei

Vereadores da capital paulista aprovaram projeto de lei em primeiro turno

Felipe Bambace 28/12/2021 • 11:25

A Câmara Municipal de São Paulo discute um projeto de lei que proíbe a distribuição e venda de sacolinhas plásticas em estabelecimentos comerciais. Os vereadores da capital paulista já aprovaram a proposta de Xexéu Tripoli (PSDB) em primeiro turno. 

No segundo turno, a votação deve acontecer em abril de 2022. Se aprovado, o projeto de lei deve seguir para sanção do prefeito Ricardo Nunes (PSDB). 

A proposta é polêmica entre profissionais do setor varejista e ambientalistas. O economista da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), Ulisses Ruiz de Gamboa, diz que a proibição das sacolinhas plásticas pode inibir as compras e prejudicar o comércio já afetado pela pandemia do novo coronavírus.

Já Felipe Seffrin, coordenador do Instituto Akatu, destaca a importância da sustentabilidade e sugere uma reflexão sobre a produção das sacolas. “Cada sacola e embalagem plástica usa derivados de recursos naturais. Reduzir o uso de sacolas plásticas e destinar corretamente as embalagens é benéfico para a sociedade e para as empresa”, afirma.