Bora SP

SP 468: conheça o Estádio Nicolau Alayon, a casa do Nacional Atlético Clube

Localizado entre a Avenida Marquês de São Vicente e a tradicional rua Comendador Souza, o local busca se reinventar

Bruno Camarão 18/01/2022 • 13:33 - Atualizado em 24/01/2022 • 12:27

O Estádio Nicolau Alayon é a casa do Nacional Atlético Clube, que não sai da memória e do cotidiano de tanta gente. “Que eu vi jogos aqui. Vi o Nacional na primeira divisão. Jogos do Santos, Palmeiras, São Paulo e times do interior”, conta o torcedor do Nacional, Valentino Gallo. 

O Nacional, força da Barra Funda, localizado entre a Avenida Marquês de São Vicente e a tradicional rua Comendador Souza, busca se reinventar, abrindo as portas para outras modalidades e alugando espaços anexos.

“Eu sou do tempo que olhando ao redor não tinha nada e não era nada hoje é o que é. daqui eu não saio de jeito nenhum”, explica Valentino. 

Há pouco mais de quatro anos, este espaço, que vinha driblando as empreiteiras na região, venceu. Erguida em 1938, a casa do Nacional foi tombada como patrimônio municipal. 

O principal argumento que levou ao voto positivo foi o da relevância do Nicolau Alayon para a memória do futebol paulista do começo do século 20. 

Fundado por funcionários da São Paulo Railway, a empresa controlada por ingleses e que foi responsável pela primeira ferrovia construída no estado, o Nacional tem tudo a ver com o desenvolvimento da maior cidade do país. 

Desde o nascimento, o clube teve identidade operária, contando com ferroviários entre seus atletas e torcedores.

Seo Nelson, o dono do famoso bar do Nelsão, extensão do clube social, veste a camisa azul e branca como poucos. “A gente sofre um pouco”, conta o dono do bar.