Canal Livre

'Oportunidade de publicidade interativa', diz Juscelino Filho sobre TV 3.0

Ministro das Comunicações falou dos desafios da pasta e projetos desenvolvidos para digitalização do Brasil

Da redação

O Canal Livre deste domingo (28) irá discutir o futuro das telecomunicações no Brasil e a nova ‘TV 3.0’. O programa recebe o Ministro das Comunicações, Juscelino Filho (União Brasil), que afirmou que a evolução na TV irá abrir oportunidades de publicidade interativa e negócios no Brasil. O BandNews TV transmite o Canal Livre às 20h. Depois do “Top Cine”, o programa é reexibido na TV aberta, na tela da Band.

“Através dessa nova tecnologia vai ter isso de melhor qualidade e o diferencial é que quando tiver a internet, vai poder ter a interatividade na TV aberta. Isso vai abrir oportunidade de publicidade interativa, novos negócios para o setor da radiodifusão como um todo”, afirma. 

Segundo Juscelino Filho, o Brasil é um dos maiores mercados consumidores de TV aberta atualmente e, por isso, a evolução tecnológica para a TV 3.0 se justifica. “É importante colocar que trata-se de uma evolução tecnológica na televisão brasileira. Falamos de uma TV aberta de melhor qualidade de imagem, de som, TV gratuita, onde hoje o Brasil é um dos maiores mercados consumidores”, cita. 

Questionado sobre a demora para que o Brasil se torne um país 100% digital, Juscelino citou que o processo é lento e que precisa de investimento. “A gente vem da TV analógica para digital no governo Lula lá atrás e estamos até hoje fundando a digitalização. É um processo que carece de muito investimento, tanto por parte dos sistemas, que vão transmitir isso como a cadeia industrial para isso chegar nas residências, na casa das pessoas”, pontua. 

Juscelino Filho afirmou que o governo tem a meta de definir a tecnologia usada para a TV 3.0 até o fim deste ano. “Para que em 2025, saia um novo decreto presidencial defina a tecnologia do Brasil da TV 3.0 e aí inicia-se uma implantação”, diz. 

“Não há inclusão social sem inclusão digital”

No mesmo programa, Juscelino Filho citou a importância da inclusão digital para a sociedade brasileira. “Nós acreditamos, tanto eu como o presidente Lula, que nos dias de hoje não há inclusão social sem inclusão digital. Então isso caminha junto”, afirmou.

“Isso quer dizer diminuir desigualdades sociais, que ainda estão muito presentes em várias regiões do nosso país. E é o papel do governo federal justamente coordenar essas políticas públicas para fazer chegar essas infraestruturas onde ainda não chegou”, disse o ministro”, pontuou. 

Mais notícias

Carregar mais