Jornal da Band

Sergio Moro ataca Bolsonaro e é criticado por Ciro

Pré-candidatos à presidência trocaram ataques durante o dia

Da Redação, com Jornal da Band 25/11/2021 • 20:40 - Atualizado em 25/11/2021 • 21:50

A quinta-feira (25) dos pré-candidatos à presidência do Brasil foi recheada de ataques. Enquanto Sergio Moro (Podemos) aproveitou para atacar o governo de Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes se voltou contra o ex-Ministro da Justiça.

Moro esteve na cerimônia de filiação do General Santos Cruz ao Podemos. E destacou que o militar, assim como ele, abandonou o governo Bolsonaro.

“Ele não teve nenhum receio de se retirar do governo quando percebeu que na verdade o plano de governo não era construir um país melhor, mas simplesmente atender a objetivos pessoais do governante no poder”, criticou o ex-Ministro da Justiça.

Já Ciro Gomes criticou Moro por supostamente “destruir o setor da construção civil”, por causa da Operação Lava-Jato.  

“Você deve manda prender as pessoas físicas responsáveis. E salva as empresas, salva a expertise técnica, salva o portfólio, salva a memória e os trabalhos, os empregados”, analisou o pedetista.

Outros pré-candidatos

Bolsonaro deu entrevista a uma rádio baiana, confirmou a filiação ao PL e disse que chegou a um acordo com Valdemar Costa Neto, presidente do partido. “Não haverá qualquer coligação com partidos de esquerda nos estados. Isso está definitivamente acertado entre eu e o Valdemar”.

Vídeo: Governo Bolsonaro tem queda na taxa de desaprovação

Lula participou da abertura do Fórum Brasil-África e cobrou investimentos do governo no continente africano para que nosso país também se fortaleça economicamente.

O PSDB segue em turbulência para conseguir finalizar o processo de escolha do pré-candidato tucano ao Planalto. Nesta madrugada, mais uma empresa vai realizar testes no aplicativo. A ideia é manter os votos já enviados nas prévias do último domingo.

Já no União Brasil, fusão do DEM com o PSL, o ex-Ministro da Saúde, Henrique Mandetta, desistiu da pré-candidatura.