Jornal da Band

Petrobras alerta governo sobre risco de desabastecimento de diesel

Ministério de Minas e Energia diz que produção nacional é suficiente para suprir o país por 38 dias em caso de desabastecimento

Da redação, com Jornal da Band 27/05/2022 • 18:41 - Atualizado em 27/05/2022 • 20:52

O presidente demitido da Petrobras, José Mauro Ferreira Coelho, enviou carta ao Ministério de Minas e Energia e à Agência Nacional de Petróleo (ANP) afirmando que o estoque do produto nos Estados Unidos, principal mercado exportador para o Brasil, é o mais baixo desde 2008 e que há risco elevado de desabastecimento de diesel no segundo semestre.

Em nota, o Ministério de Minas e Energia disse que os fatos relatados pela Petrobras são amplamente conhecidos e monitorados pelo governo e que se as importações de diesel fossem interrompidas hoje, os estoques em conjunto com a produção nacional seriam suficientes para suprir o país por 38 dias.

O risco de desabastecimento se soma a outro problema: o alto preço nas bombas. Segundo a ANP, o diesel subiu 29% nos últimos dois meses. O litro custa em média R$ 6,94.

Em uma tentativa de frear a escalada de aumentos, os deputados aprovaram projeto que limita a 17% a cobrança do ICMS sobre combustíveis e energia elétrica. Isso pode resultar em uma queda de até 12% no preço do diesel.

Mas o presidente do Senado disse que não tem pressa e só deve colocar a votação depois de ouvir governadores e prefeitos. A maioria é contrária à redução do ICMS, pois alega que haverá perda de R$ 80 bilhões na arrecadação.