Jornal da Band

Prédio desaba na Flórida e deixa 99 desaparecidos; uma pessoa morreu

Brasileiro Bruno Treptow, um dos sobreviventes, foi salvo pela sacada

Da Redação, com Jornal da Band 24/06/2021 • 20:01 - Atualizado em 24/06/2021 • 21:12

Parte de um edifício de 12 andares desabou na madrugada desta quinta-feira (24) em Miami, nos Estados Unidos. Ao todo, uma pessoa morreu e 99 pessoas estão desaparecidas. As informações são do Jornal da Band.

O desabamento ocorreu por volta da 1h30 (horário local), levando ao chão parte da estrutura. Moradores acordaram assustados com o estrondo.

“Eu já estava em sono profundo quando acordei com um barulho incrivelmente alto. Achei que fosse uma tempestade de raios. Minha mulher e eu pegamos tudo que podíamos e saímos do nosso apartamento. Quando abrimos a porta, demos de cara com uma pilha de entulho, poeira e muita destruição”, relatou Barry Cohen.

Os bombeiros chegaram rapidamente ao local e começaram a vasculhar o que restou do prédio com a ajuda de cães farejadores. Um dos primeiros resgatados foi um menino encontrado com a ajuda de um vizinho que passava pelo local, e que ouviu o choro vindo dos escombros.

A equipe de bombeiros da cidade é altamente treinada para resgates de grandes tragédias, já que Miami fica na rota de furacões. Mesmo assim, os profissionais precisaram avaliar se novos desabamentos poderiam ocorrer antes de iniciar novas buscas.

O prédio com 136 apartamentos passava por reformas no telhado e iria ser submetido a uma inspeção, como manda a legislação da Flórida, que exige que construções tenham estrutura e instalações elétricas avaliadas a cada 40 anos.

O edifício fazia parte do condomínio Champlain Towers South, que terminou de ser construído em 1981. O complexo está localizado em Surfside, a 10 km de Miami Beach. As unidades, com até quatro quartos, tinham preços que variavam de US$ 600 mil a US$ 700 mil.

O condomínio é muito popular entre famílias que vão à Flórida nos meses de inverno nos Estados Unidos em busca de temperaturas mais agradáveis. Entre os desaparecidos, estão estrangeiros, como cidadãos da Argentina e Venezuela.

Centenas de bombeiros viraram a madrugada vasculhando escombros e também resgatando moradores que ficaram nos apartamentos que resistiram. O brasileiro Bruno Treptow, um dos sobreviventes, foi salvo pela sacada.

  • Jornal da Band
  • Miami
  • EUA
  • Flórida