Jornal da Band

Seca histórica no Paraná afeta o escoamento da safra de grãos no estado

Além do transporte, falta de água afeta o abastecimento de milhões de pessoas

Por Redação, com Jornal da Band 20/09/2021 • 20:57 - Atualizado em 20/09/2021 • 21:41

Com o baixo nível do rio Paraná, além de afetar a geração de energia também impacta no escoamento de safras pelos rios. A hidrovia Tietê Paraná está praticamente parada desde o mês de agosto.

Para transportar milhões de toneladas de soja, estão sendo usados transportes terrestre, o que gera um custo 70% maior, um prejuízo milionário.

O professor de Climatologia da UFPR, Pedro Fontão, explica que a situação piorou depois que as usinas hidrelétricas do rio Paraná começaram a segurar mais água nos seus reservatórios. Então, a água é liberada para os rios em volumes menores, impactando na navegação e turismo. 

Estudos na área de climatologia mostram que não existem grandes volumes de chuva previstos até fevereiro de 2022. Se a previsão estiver correta, os impactos podem ser ainda maiores do que o vemos agora. 

A seca também vem afetando o abastecimento de água de milhões de pessoas, especialmente no centro-sul do Brasil. No Paraná, a falta d'água implica em um racionamento de água que não tem data para acabar.