Jornal da Band

Traficantes foragidos da Justiça brasileira são mortos na Bolívia

Cidade de Cruz de La Sierra é considerada um dos principais esconderijos de megatraficantes brasileiros que comandam o chamado "Narcosul"

Rodrigo Hidalgo 24/01/2022 • 19:31 - Atualizado em 24/01/2022 • 19:47

Marciel Ribeiro de Oliveira, foragido da Justiça brasileira, foi executado em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Ele era apontado como um dos principais traficantes de Goiás e estava foragido deste 2017. O crime teria acontecido na última sexta-feira (21)

A cidade é considerada um dos principais esconderijos de megatraficantes brasileiros que comandam o chamado "Narcosul".

Alvejado com pelo menos 12 tiros, Marciel foi o segundo criminoso brasileiro morto na Bolívia em menos de 72 horas. Everton Cândido Gomes da Silva, o “Pupunha”, que agia na fronteira, foi morto a tiros na cidade de San Matias. A polícia investiga se há relação entre os casos.

Além de negociarem diretamente com os produtores da droga, megatraficantes brasileiros contam com uma rede de proteção que envolve agentes públicos corruptos que atuam ou atuaram na segurança pública.

A suspeita é que grandes chefões do crime organizado estejam escondidos por lá, como André do Rap e Anderson Lacerda Pereira, o "Gordão", visto no aeroporto de Santa Cruz de La Sierra.