Jornal da Band

Vereador usa inteligência artificial para fazer projeto de lei em Porto Alegre

A proposta foi aprovada por unanimidade pela câmara municipal da cidade

Por Ticiano Kessler

Vereador usa inteligência artificial para escrever projeto de lei em Porto Alegre
Vereador usa inteligência artificial para escrever projeto de lei em Porto Alegre
Reprodução
Topo

O vereador Ramiro Rosário, do PSDB, utilizou recurso de inteligência artificial para escrever um projeto de lei na Câmara Municipal de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. 

O texto feito pela IA proíbe a prefeitura de cobrar dos cidadãos por medidores de consumo de água furtados. A proposta foi aprovada por unanimidade, mas o uso do ChatGPT foi só descoberto após a votação.

O projeto de lei criado pela inteligência artificial criou estranheza em Hamilton Sossmeier, presidente da Câmara de Vereadores da cidade, mas disse que não existe nada que proíba um projeto ser criado e apresentado assim. 

“Nos causou estranheza o fato de o projeto ser via inteligência artificial. Não há nenhum regramento até hoje, pelo menos neste momento, que não se possa votar, ou que não se possa apresentar um projeto dessa maneira”, disse. 

Ramiro Rosário acredita que a tecnologia pode até mesmo gerar economia para os cofres públicos.

“Isso pode até mesmo iniciar uma discussão de reduzir o número assessores, de representantes em determinados parlamentos e ainda diminuir o custo ao pagador de imposto”, comentou.

Receba as principais notícias e vídeos da Band via WhatsApp; veja passo a passo

Tópicos relacionados