Notícias

Mãe de Henry passa mal no presídio e é internada em hospital penitenciário

Com sintomas de infecção urinária, Monique Medeiros recebeu alta no fim da tarde

Da Redação, com BandNews FM Rio 12/04/2021 • 15:37 - Atualizado em 12/04/2021 • 18:08

A mãe do menino Henry, de 4 anos, Monique Medeiros, foi transferida nesta segunda-feira (12) do presídio onde estava em Niterói, para o Hospital Penitenciário Dr. Hamilton Agostinho de Castro, em Bangu, na Zona Oeste do Rio, com fortes dores na barriga. As informações são da BandNews FM Rio.

As informações preliminares dão conta de que Monique estaria com suspeita de infecção urinária. No fim da tarde, ela recebeu alta e voltou à prisão.

Monique Medeiros e o vereador Jairinho foram presos na última quinta-feira (8), pela morte do menino Henry Borel, de 4 anos. Eles são acusados ainda de atrapalhar as investigações e ameaçar testemunhas do caso. 

Em mais conversas interceptadas pela Polícia Civil, no celular de Monique, a professora aparece falando com uma prima dela, que é pediatra, sobre o comportamento de Henry. A mãe da criança descreve que Henry estava demonstrando medo excessivo de tudo, de perder os avós, e que o comportamento já estaria trazendo prejuízos às relações sociais e ao rendimento escolar. 

Nas mensagens enviadas por Monique, ela conta Henry chegava a vomitar e tremer quando via Jairinho. A criança estaria tendo dificuldades para dormir sozinha, sem apetite e acordando o tempo todo, segundo os relatos da mãe. Monique contou a prima que levou Henry à psicóloga, e pediu orientações. 

Henry chegou no hospital mancando, e o boletim médico aponta que Monique Medeiros justificou ao pediatra que o filho tinha caído da cama no dia anterior, por volta das 17h. O horário é exatamente o mesmo em que a babá relatava para a mãe, por mensagens, as supostas agressões físicas e psicológicas provocadas pelo padrasto do menino. 

Nesta segunda-feira (12), a Polícia Civil espera ouvir novos depoimentos da babá e também de uma ex-namorada de Jairinho. Ela relata que foi agredida, há oito anos, quando se relacionou com o político. Ainda segundo a denunciante, a filha dela, que na época tinha 4 anos, também foi agredida. O vereador nega. 

Mãe de Henry já tinha usado versão de queda; assista

  • caso henry
  • monique medeiros
  • doutor jairinho