BandNews FM

Bolsonaro ataca STF e afirma que ministros são "defensores de Lula"

Ministros do STF decidiram não responder aos novos ataques realizados pelo presidente

Rádio BandNews FM 13/01/2022 • 15:42
STF só deve se posicionar institucionalmente caso o chefe do Executivo insista nos ataques
STF só deve se posicionar institucionalmente caso o chefe do Executivo insista nos ataques
Fotos: Agência Brasil

Os ministros do Supremo Tribunal Federal decidiram não responder aos novos ataques feitos e os futuros que venham a ser feitos por Jair Bolsonaro.

Nesta quarta-feira (12), o presidente da República chamou Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, e Alexandre de Moraes de "defensores de Lula".

A presidência do STF só deve se posicionar institucionalmente caso o chefe do Executivo insista nos ataques. Barroso é presidente do TSE, onde o chefe do Executivo é também alvo de um inquérito.

Moraes é relator de quatro de cinco inquéritos abertos no Supremo Tribunal Federal para investigar Bolsonaro.

No ano passado, Luís Roberto Barroso rebateu o presidente quando ele colocou em dúvida a segurança das urnas eletrônicas.  

Nesta quarta-feira (12), Jair Bolsonaro disse que o ministro "entende de terrorismo" porque, como advogado, defendeu o terrorista italiano Cesare Batisti: "De terrorismo, ele entende. Ele defendeu o terrorista Cesare Battisti. É um direito dele defender terrorista? É um direito. Um advogado tem direito de defender qualquer pessoa, (mesmo) que seja um pedófilo. Eu não defenderia".